Estudo internacional detalha gastos e retorno com estádios para mega-eventos de 1996 a 2010

Com a proximidade da Copa das Confederações e o início das reinaugurações dos estádios da Copa 2014, muito se tem discutido sobre o gasto final das arenas. Hoje estava lendo o relatório World Stadium Index, produzido pelo Danish Institute for Sport Studies em parceria com a Play the Game. O relatório inclui a análise individual de custos de construção/reforma, capacidade, custo por assento, número de espectadores no ano de 2010 e tipo de propriedade de todos os estádios construídos ou reformados para mega-eventos de 1996 a 2010. Assim, a análise inclui arenas usadas nos Jogos Olímpicos, Copa do Mundo FIFA, Jogos da Commonwealth, Jogos Pan-Americanos, Jogos Asiáticos, Jogos Pan-Africanos, Copa da UEFA e Copa Africana de Nações. Sessenta e cinco estádios são analisados ao todo.

O relatório traz muitos dados interessantes, destacando os estádios bem-sucedidos e os mal-sucedidos, uma vez que os dados de espectadores em 2010 são adotados como parâmetro para indicar aqueles que são usados de fato após o evento e aqueles que se tornam elefantes brancos, gerando um enorme ônus para os proprietários. Além disso, a análise pode servir de base para analisarmos os legados dos estádios no Brasil.

Para quem tem interesse, o relatório (em inglês) está disponível aqui. A Play the Game ainda tem mais textos interessantes sobre esse tema nesta página.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: